segunda-feira, 18 de novembro de 2019

OLHA A LEI ROUANET AÍ, GENTE! (É O SHOW DA FÉ)

Depois que o deputado Vavá Martins (cujo partido é ligado à Igreja Universal do Reino de Deus) apresentou no Congresso uma proposta que permite usar a Lei Rouanet para financiar eventos promovidos por igrejas, eu comecei a ter pesadelos sem precisar dormir.  Catso, o país é laico! Pensei em escrever alguma coisa sobre isso, mas meu amigo virtual Marreta foi mais rápido no gatilho e produziu um ótimo post sobre o mesmo assunto. 

Por isso, como eu ainda  estava cheio da "mais santa ira", resolvi comentar sobre uma notícia que um amigo de facebook compartilhou. É daquelas notícias que lembram cometas, pois às vezes ressurgem depois de longo tempo. Eu já tinha ouvido falar sobre isso, mas resolvi dar uma pesquisada na internet e descobri que foi a revista americana Forbes (prestígio internacional!) a autora de um ranking da grana dos mais importantes telepastores do Brasil. E a (des)classificação é a seguinte:

- Edir Mais Cedo, da Igreja Universal do Reino de Deus: R$ 2 bilhões (isso prova que Deus ajuda a quem cedo madruga);
Valdemiro Santiago, antigo brother (auxiliar) do Edir e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus: R$ 400 milhões;
- Silas Mala Fala, da Assembleia de Deus: R$ 300 milhões (imagino que essa grana foi doada para ele ficar um pouco em silêncio);
- R. R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus: R$ 250 milhões (o cara também trabalhou com o Mais Cedo e é seu cunhado!);
- Estevan Hernandes Filho e a bispa Sônia criadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo: modestíssimos R$ 120 milhões.

Segundo li na internet, ser pastor no Brasil é o desejo de muitas pessoas. "Algumas igrejas neopentecostais oferecem cursos intensivos para formar pastores com um custo de R$ 700, para poucos dias de aula". Diante de fatos tão, tão... "canônicos”  tenho três considerações a fazer:

1- Os valores levantados pela Forbes provam que a fé não só move montanhas como faz também transferência de montanhas (de dinheiro, obviamente);
2- Os postulantes a pastor, especialmente os mais empreendedores, precisam saber que há denominações ainda não utilizadas na criação de novas igrejas. As opções "Igreja Estadual da Devoção ao Senhor", "Igreja Regional da Graça Divina" e "Igreja Municipal da Cura pela Fé" estão disponíveis;
3- Só uma coisa me deixa puto nessa história toda: é esse papo de "bispo" e "bispa" auto-intitulados. Isso me deixa realmente abispinhado, ou melhor, abespinhado. E viva o show da fé!






2 comentários:

  1. realmente é uma vergonha
    o pior é que ficaram ricos com base em doações do povo miserável brasileiro vendendo esperança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa eles provaram: demonstraram que a "teologia da prosperidade" que pregam funciona mesmo. Pelo menos para os pastores. Você não deve ter insônia nem deve dormir com a TV ligada. Minha mulher faz tudo isso. Às vezes eu acordo de madrugada, ela está dormindo e a TV está sintonizada na Record (ela acompanha "A Fazenda"). É assustador ver os "exorcismos" e as "sessões de descarrego" feitas em gente meio desequilibrada ou de má fé. Outro dia subiram o nível: graças a um "(d)efeito especial" tosco e muito risível, fizeram surgir no palco (é palco mesmo) um "espírito demoníaco" verde. Antes de mudar de canal eu morri de vergonha por quem estava vendo aquela palhaçada grotesca. Como se diz em BH, difícil demais!

      Excluir