quarta-feira, 31 de outubro de 2018

INSIDE OF ME

Esta “coisa” surgiu a partir de recordações mais ou menos dolorosas, baixa autoestima transitória e um pouco de melancolia. Imaginei fazer uma lista de algumas palavras com o prefixo de negação “in”, em ordem decrescente de tamanho, até terminar apenas no próprio prefixo. Seria a junção de sentimentos interiores - um verdadeiro insight - e um trocadilho com a palavra inglesa “in”. Só que não deu certo, pois descobri que “in” traduz-se para “em”. Aí precisei usar a palavra “inside”. E terminei com “insight”. O resultado ficou tão esquisito que, de vergonha, optei por considerá-lo apenas uma imagem, indexada na seção “Eu não sei desenhar”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário