terça-feira, 3 de julho de 2018

SÚPLICE

Alegria, não mais te reconheço

Medo, afaste-se só um pouco

Tristeza, não aguento mais

Saudade, não se aproxime

Dor, por favor, já basta

Vida, não mais te quero bem

E Você, Você que está a me espreitar,

Não se acanhe, pode chegar...

5 comentários:

  1. Acredito que saiba quem seja o "Você" do poema,aliás, conciso, direto, seco, bom.
    Conhece a música Canto Para a Minha Morte, do Raul Seixas? É uma das maiores declarações de amor que já ouvi.
    https://www.letras.mus.br/raul-seixas/48303/
    Ou a minha modesta :
    https://amarretadoazarao.blogspot.com/2011/11/hela-afinal.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "Você" é a "indesejada das gentes", obviamente. Quanto ao restante, vou conferir, pois não conheço nenhum dos dois. Obrigado!

      Excluir
  2. em tempo : o título também foi muito bem escolhido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Muito bom, JB. E, sim, estou vivíssima da Silva Nogueira Prado. Tb ia falar que muito me agradou o título, mas cheguei tarde então é ipsis litteris.
    "J"

    ResponderExcluir