sexta-feira, 28 de agosto de 2015

EU ENVELHEÇO

Um dia desses ouvi no rádio do carro uma canção muito antiga, gravada pelo Nelson Gonçalves. Na época em que foi gravada eu tinha uns sete anos e estava pouco me lixando para esse tipo de música. Exatamente por isso é que me permito gostar dela hoje, sem nenhum saudosismo. E o que me fascina nessa música são seus versos iniciais:

Eu amanheço pensando em ti
Eu anoiteço pensando em ti.

Fala sério, o autor dessa letra tinha a manha! Pensando nisso, resolvi escrever alguma coisa usando a fórmula do primeiro verso. Só que o "ti" é "mim". Entendeu?


Eu envelheço
Não há nada que me possa impedir
Meus olhos embaçam
Meus ouvidos silenciam

Meu corpo todo decai
Como um repositor
Que não consegue repor o estoque
De um produto em oferta


Eu me envelheço
Mais ainda quando tento
Limpar a mente, polir a vida

Pois revejo metas inatingidas
Redescubro promessas não cumpridas
E descarto os sonhos abandonados


Não há pedal ou alavanca de freio,
Barragem, dique ou represa
Que impeça o tempo de avançar.
Nem há blitz para pedir documentos.

Estão todos em ordem
Mas muito antigos e gastos
E o plástico que os envolve
Está fosco e quebradiço. 



10 comentários:

  1. JB, e você ainda tem a cara dura de dizer que não tem dom para a poesia, veja só? Um belo poema, de verdade. Sabe, existem mesmo momentos, às vezes impressões de algumas cenas que parecem sem importância, mas que são extremamente marcantes e que ganham, arranjam um certo simbolismo ou lugar na cabeça e no coração da gente. Lembro que eu devia ter uns doze anos quando meu professor de biologia, durante uma aula sobre células, perguntou à classe por que estávamos (estamos) vivos e mortos todos os dias. Nossa, é até hoje uma das ideias e dos conceitos que mais gosto.
    "J"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e você acreditou no cara? professores de biologia são loucos e muito pouco confiáveis.

      Excluir
    2. Hahhahaha Acreditei, pior ainda que continuo a acreditar.
      "J"

      Excluir
  2. Obrigado pelo comentário positivo. O mais louco é que eu ainda estava brincando com o texto, não estava pronto. Como estava escrevendo direto no blog, na hora de salvá-lo como rascunho, vacilei e publiquei. Só descobri uma hora depois, quando já havia seis visualizações. Aí pensei; "quer saber? fica assim mesmo" e reprogramei o último post que iria divulgar hoje.

    ResponderExcluir
  3. Bacana demais! Uma das melhores coisas que já li aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho palavras para agradecer . Só posso dizer:

      :-D, :-D

      \0/ \0/

      ( ) (ou será [ ]?)

      Excluir